• Paraíso17

Ex-vereador articula retomada de unidade do Corpo de Bombeiros em Nova Casa Verde

Corporação era responsável pelo atendimento em assentamentos, fazendas, estradas vicinais e rodovias da região
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova/Arquivo
10/01/2018 19h00
Ex-vereador Cido Pantanal / Imagens: Jornal da Nova/Arquivo

Desativada desde agosto de 2017, a unidade do Corpo de Bombeiros de Nova Casa Verde retomará os serviços após articulação liderada pelo ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Cido Pantanal (PSDB).

 

Nesta semana, o ex-parlamentar postou um vídeo nas redes sociais em que questionava a desativação do posto – implantado em 2016 por iniciativa da Câmara, que, à época, viabilizou parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado.

 

“Foi uma luta nossa enquanto vereadores, mas não só por isso, essa unidade deve permanecer porque é um serviço necessário para a população e para todos os que transitam pela BR-267 diariamente”, alertou.

 

Segundo Cido, até então, para ocorrências onde é necessária a presença dos bombeiros, a corporação necessitava se deslocar mais de 50 quilômetros, partindo de sua sede em Nova Andradina.

 

“Em alguns casos, os bombeiros transitavam mais de 100 quilômetros em ocorrências no município de Nova Andradina, mas já próximo da divisa com Nova Alvorada do Sul”, lembrou o ex-vereador.

 

Com a unidade, o atendimento foi otimizado, mas, diante da desativação, toda a região voltou a ficar descoberta. “Foi quando visitei o major Rodrigo Lima, comandante do Corpo de Bombeiros, para saber dos motivos”, comentou Cido.

 

Segundo ele, a falta de estrutura para a permanência dos militares foi um dos principais empecilhos para a continuidade dos serviços. A unidade estava sediada na Subprefeitura de Nova Andradina e chegavam a faltar colchões para os bombeiros.

 

“Foi quando o major comentou sobre a possibilidade de uma casa que o Ademar Capuci [pecuarista] arrumou perto do restaurante Gabrielle. “Liguei para o Ademar e ele cedeu a casa para o Corpo de Bombeiros, sem custos”, afirmou.

 

Segundo o ex-vereador, além de contar com condicionadores de ar, toda estrutura para garantir a permanência dos militares foi viabilizada junto ao empresário Mário Gazin, do Paraná. “Conversei com ele e ele vai doar os colchões para reforçar a estrutura da unidade”, concluiu.






VEJA MAIS