• Paraíso17

Grupo criminoso monitorado pelo Garras é preso no MT

Ação integrada prende cinco suspeitos de furtos em agências bancárias
Da Redação / Imagens: PC-MT/Divulgação
14/02/2018 09h00
Objetos apreendidos com o grupo / Imagens: PC-MT/Divulgação

Cinco homens apontados como autores de furtos em agências bancárias foram presos  na noite de domingo (11), em ação integrada da Polícia Judiciária Civil e a Polícia Militar de Mato Grosso. Na madrugada de sábado para domingo (11), os criminosos tentaram furtar o banco Bradesco da cidade de Peixoto de Azevedo (691 km ao Norte) e foram presos em Rosário Oeste (128 km a Oeste) quando retornavam a Cuiabá (MT).

 

Moradores de bairros da região do CPA, Vinicius Alexandre de Queiroz de 28 anos, Wanderson Lanas Soares de 25 anos, Ivan da Silva Oliveira de 29 anos,  Pedro Paulo de Arruda Moraes de 29 anos e  Pedro Rafael Moura de 21 anos, foram interceptados na BR-163, por policiais do 4ª Batalhão da Polícia Militar de Várzea Grande, após informações repassadas pela GCCO (Gerência de Combate ao Crime Organizado), sobre os criminosos que viajavam em um veículo VW/Gol, cor branca.

 

De acordo com a Polícia Militar, nas buscas ao veículo foi encontrado uma mochila com várias ferramentas (lixadeira, furadeira, arco de pua, talhadeira, chaves de fenda), comumente usadas na abertura de cofres de bancos.

A GCCO informou que os presos são também suspeitos de furtos em bancos no Estado de Mato Grosso do Sul, onde eram monitorados pelo Garras (Grupo de Repressão a Roubo a Bancos, Assaltos e Sequestro), que acabou ajudando o GCCO com informações para prisão do grupo, que vinha agindo em Mato Grosso.

 

Os assaltantes têm as mesmas características dos criminosos que aparecem no circuito interno da agência bancária. Os cinco estão na Delegacia de Rosário Oeste, local que foram autuados em flagrante e encaminhados à disposição da Justiça.






VEJA MAIS