• Paraíso17

''Não adianta enganar a população, o Hospital São Lucas não vai reabrir'', diz Germino

Sem o hospital, parte do acolhimento tem sido feito na unidade de pronto atendimento
Da Redação / Imagens: Arquivo/Jornal da Nova
16/05/2018 08h40
Hospital São Lucas em Batayporã / Imagens: Arquivo/Jornal da Nova

“Não adianta enganar a população, o Hospital São Lucas não vai reabrir”. Com estas palavras, o vereador Germino Roz (PR) assegurou, em entrevista exclusiva ao Jornal da Nova, que não acredita nas promessas de que a unidade de saúde volte a abrir suas portas para a população de Batayporã. 

 

|Leia também

|''Batayporã virou motivo de chacota'', lamenta vereador 

 

“Sou um agente fiscalizador, mas também proponho soluções. Não adianta enganar a população, esse hospital não vai abrir, então, temos que nos organizar para que a população sofra menos, avançando por etapas, a começar com a mudança do Pronto Atendimento para o prédio do hospital e a criação de unidade de urgência e emergência 24h”, propôs Germino.

 

Segundo o parlamentar, com essas ações, posteriormente seria possível viabilizar junto ao Governo do Estado investimentos para viabilizar atendimentos na área ginecológica visando, na sequencia, retomar a maternidade, além de possibilitar cirurgias eletivas de menor porte, evitando viagens para Nova Andradina. 

Vereador Germino Roz (PR), durante entrevista – Foto: Jornal da Nova

Sem o hospital, parte do acolhimento tem sido feito na unidade de pronto atendimento, contudo, local funciona apenas de segunda a quinta, 6h por dia, e com plantões 24h aos fins de semana. “Batayporã deveria ter, no mínimo, uma unidade que funcionasse 24h, mas hoje a prefeitura tem dificuldade de negociar”, lamentou. 

 

Em relação ao imbróglio envolvendo Executivo e Hospital São Lucas, Germino não acredita em um desfecho em curto prazo. “A prefeitura propôs R$ 70 mil por mês, mas a sociedade hospitalar rejeitou, pois o valor não daria para arcar com os custos. Para se ter uma ideia, a gestão passada pagava R$ 128 mil”, lembrou. 






VEJA MAIS